Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

 

 O setor de serviços cresceu 2,4% na passagem de outubro para novembro, após dois meses de taxas negativas, recuperando a perda acumulada de 2,2%. Com o resultado de novembro, o setor ficou 4,5% acima do patamar pré-pandemia de covid-19, registrado em fevereiro de 2020, mas está 7,3% abaixo do recorde alcançado em novembro de 2014. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, a recuperação do mês de novembro coloca o setor no maior patamar dos últimos seis anos, igualando-se ao nível de dezembro de 2015. “Das últimas 18 informações divulgadas, na comparação mês contra mês anterior, 15 foram positivas e 3 foram negativas: março, devido à segunda onda de covid-19, e setembro e outubro, por conta de aumentos de preços em telecomunicações e passagens aéreas”, disse, em nota, o pesquisador.

Segundo o IBGE, quatro das cinco atividades pesquisadas avançaram no mês de novembro, com destaque para serviços de informação e comunicação (5,4%), que recuperaram a perda de 2,9% verificada nos dois meses anteriores. Com isso, a atividade se coloca num patamar 13,7% acima de fevereiro de 2020.

“Nessa atividade, sobressai o setor de tecnologia da informação, principalmente os segmentos de portais, provedores de conteúdo e ferramentas de busca da internet; desenvolvimento e licenciamento de softwares e consultoria em tecnologia da informação”, disse Rodrigo Lobo.

O setor de tecnologia da informação cresceu 10,7% de outubro para novembro, maior taxa desde janeiro de 2018 (11,8%), ficando 47,4% acima do patamar pré-pandemia. “Depois do período mais agudo da pandemia, a partir de junho de 2020, o setor mostrou rápida recuperação, acelerando o ritmo de crescimento das receitas. Essas informações positivas são em boa parte explicadas pelo dinamismo das empresas do setor de Tecnologia da Informação, que fornecem serviços para outras empresas”, afirmou o gerente da pesquisa.

Transportes

De acordo com o IBGE, o segundo impacto positivo no índice do novembro veio da atividade de transportes, que cresceu 1,8% e praticamente recuperou a perda de 1,9% observada entre setembro e outubro. Com isso, a atividade está num patamar 7,2% acima de fevereiro de 2020. “Os destaques na área de transportes foram transporte aéreo de passageiros, correio e transporte rodoviário de carga”, informou Lobo.

Com alta de 2,8%, os serviços prestados às famílias representaram o terceiro impacto positivo no mês. “Esta é a oitava taxa positiva seguida, acumulando crescimento de 60,4%, mas ainda insuficiente para voltar ao patamar pré-pandemia. O segmento está operando em nível 11,8% abaixo de fevereiro de 2020”, explicou o pesquisador.

Por outro lado, com queda de 0,3%, os serviços profissionais, administrativos e complementares apresentam a quarta taxa negativa seguida, acumulando perda de 3,7%.

Regionalmente, 18 das 27 unidades da federação tiveram expansão no volume de serviços entre outubro e novembro de 2021. Entre os locais com taxas positivas, o impacto mais importante veio de São Paulo (4%), seguido por Rio de Janeiro (1,6%), Santa Catarina (3,7%) e Paraná (2,1%). Em contrapartida, o Mato Grosso do Sul (-4,0%) registrou a principal retração em termos regionais.

Atividades turísticas

O índice de atividades turísticas subiu 4,2% frente a outubro, sétima taxa positiva consecutiva, acumulando ganho de 57,5%. O segmento ainda se encontra 16,2% abaixo do patamar de fevereiro do ano passado.

“Esse índice de atividades turísticas tem um perfil muito semelhante ao perfil dos serviços prestados às famílias, pois muitas das atividades que compõem o indicador vêm desse segmento”, disse o pesquisador.

Por Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil - Rio de Janeiro

Edição: Valéria Aguiar

 Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) se prepara para expandir a rede de abastecimento em bairros atendidos por caminhão pipa. Inicialmente serão 10 km de tubulação no primeiro trimestre de 2022.  

O objetivo da autarquia é reduzir a dependência por este serviço e levar água de qualidade para todas as casas de Parauapebas.

“Uma equipe técnica foi criada somente para estes serviços e estará dedicada em expandir a rede para localidades que ainda dependem de abastecimento por caminhão pipa e que estão aptas para receber essa ampliação”, explicou o diretor-executivo Elson Cardoso. 

Para isso o Saaep reforçou seu estoque em cerca de mais de 40 toneladas de tubos e conexões hidráulicas. As primeiras localidades contempladas serão o bairro Céu Azul e algumas áreas do complexo Tropical. 

“Bairros onde há uma infraestrutura viável e estão mais próximos à rede principal de distribuição de água, devem receber a ampliação a curto prazo. No caso do Céu Azul, a localidade já possui um reservatório com capacidade de armazenar 200 mil litros de água, por exemplo. Assim como no Tropical, onde há regiões que já recebem água pela rede”, esclarece o encarregado da equipe técnica Deivison Lima.

Texto e fotos: Saaep
Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas

  

 
 

 

A prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), concluiu a revitalização da ilha central do Lago dos Buritis, um dos principais pontos de encontro das famílias do município. A ação teve o objetivo de substituir as plantas da ilha, que sofreram com um patógeno e um processo de adoecimento.

“Nós fizemos o corte raso e demos início à revitalização, com tratamento do solo, e plantamos 12 novas mudas”, explicou o engenheiro florestal Mayko Durães, da Semma.

“Com isso, vamos dar uma melhor condição de rápido crescimento para que logo a gente tenha buritis maiores, saudáveis e frutificando, fazendo jus ao nome do nosso lago”, concluiu.

 

 
 

 

'Doutor Estranho no Multiverso da Loucura' encerra suas filmagens adicionais
 
 

Após diversos atrasos nas filmagens, 'Doutor Estranho no Multiverso da Loucura' da Marvel encerra suas filmagens adicionais. Filme do MCU será lançado em 5 de maio no Brasil.

 
 
O astro de "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura", Benedict Cumberbatch (que estrelou recentemente o filme da Netflix, "O Ataque dos Cães"), revelou em uma entrevista concedida ao Deadline que as extensas filmagens adicionais do filme do Universo Cinematográfico da Marvel, o MCU foram encerradas. Segundo o site, isso acontece no último sábado (8), e tem empolgado o ator.

"Estou animado com a reação ao teaser no final de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa; estou animado com toda a reação ao filme. Tem sido um grande momento, sendo honesto", disse Benedict Cumberbatch, que foi indicado nesta quarta (12) ao SAG Awards 2022 por sua atuação no drama "O Ataque dos Cães" dirigido por Jane Campion.

Confira abaixo o teaser oficial dublado do filme:


 

Teaser oficial dublado de "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura". (Vídeo: Reprodução/YouTube/Marvel Brasil)

 

"Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" é o segundo filme solo do super-herói e terá o retorno de Benedict Cumberbatch no papel do ex-Mago Supremo após os eventos de "Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa", além de trazer a personagem Feiticeira Escarlate (interpretada pela atriz Elizabeth Olsen) de volta as telonas do cinema após o sucesso da série "WandaVision" no serviço de streaming da Disney, o Disney +.

O filme, que era programado inicialmente para ser lançado em 7 de maio de 2021, passou por diversos problemas em sua produção, desde a mudança do diretor Scott Derrickson devido a divergências criativas até atrasos nas filmagens ocorridos devido à pandemia de Covid-19. Para se ter uma ideia, as filmagens do longa estavam marcadas para começarem em maio de 2020 mas só puderam ser iniciadas em em novembro de 2020 devido as medidas impostas pela pandemia.

Com a direção de Sam Raimi das trilogias "Evil Dead" e "Homem-Aranha", a sequência de Doutor Estranho agora chegará aos cinemas brasileiros em 5 de maio de 2022.

 

 

 

 

Chegaram ao Brasil, às 4h45 desta quinta-feira (13), as primeiras vacinas contra covid-19 destinadas a crianças de 5 a 11 anos. Remessa com 1,2 milhão de doses do imunizante da Pfizer foi descarregada no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (São Paulo).

O lote será distribuído a estados e municípios para iniciar a aplicação. A previsão é que o Brasil receba em janeiro um total de 4,3 milhões de doses da vacina. A remessa é a primeira de três que serão enviadas ao país.

Segundo o Ministério da Saúde, durante o primeiro trimestre devem chegar ao Brasil quase 20 milhões de doses pediátricas, destinadas ao público-alvo de 20,5 milhões de crianças. Em fevereiro, a previsão é que sejam entregues mais 7,2 milhões, e em março, 8,4 milhões.

Na semana passada, o ministério anunciou a inclusão dos imunizantes pediátricos no plano de operacionalização do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Segundo a pasta, a criança deve ir aos postos de vacinação acompanhada dos pais ou responsáveis ou levar uma autorização por escrito. O esquema vacinal será de duas doses, com intervalo de oito semanas entre as aplicações.

A distribuição será feita na seguinte proporção (confira o percentual da população de 5 a 11 anos por estado):

Região Centro-Oeste (8,17%)

Distrito Federal - 1,30%

Goiás - 3,55%

Mato Grosso do Sul - 1,47%

Mato Grosso - 1,85%

 

Região Sudeste (39,18%)

Espírito Santo - 1,93%

Minas Gerais - 9,02%

Rio de Janeiro - 7,49%

São Paulo - 20,73%

 

Região Sul (13,17%)

Paraná - 5,25%

Rio Grande do Sul - 4,73%

Santa Catarina - 3,19%

 

Região Nordeste (28,43%)

Alagoas - 1,77%

Bahia - 7,07%

Ceará - 4,42%

Maranhão - 4,02%

Paraíba - 1,89%

Pernambuco - 4,80%

Piauí - 1,62%

Rio Grande do Norte - 1,67%

Sergipe - 1,17%

 

Região Norte (11,05%)

Acre - 0,57%

Amazonas - 2,77%

Amapá - 0,55%

Pará - 4,99%

Rondônia - 0,93%

Roraima - 0,38%

Tocantins - 0,86%

 

 Por Jonas Valente - Repórter da Agência Brasil - Brasília

 

Maquete eletrônica do Pronto Socorro que será construído na Avenida Augusto-MontenegroFoto: Divulgação

Macrodrenagem do Tucunduba, hospitais e pavimentação de vias são algumas das obras que contribuem para uma cidade melhor para sua população

 

 

Com investimentos em diversas áreas essenciais, como saúde e infraestrutura urbana, nos últimos três anos o governo do Estado vem contribuindo de forma decisiva para mudar o cenário de Belém. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Obras Públicas (Sedop) mantém frentes de trabalho nos mais variados setores, trabalhando para deixar a cidade mais adequada ao bem-estar da população.

Uma dessas obras é o terceiro Hospital Pronto Socorro, na Avenida Augusto Montenegro, que vai contar com 110 leitos. A unidade vai ocupar uma área de quase 32.500 metros quadrados (m²), com estrutura para ampliar a cobertura de urgência e emergência na Região Metropolitana.

Ainda na área de saúde, o Estado constrói o Hospital Público da Mulher, uma unidade com 120 leitos e atenção, voltada exclusivamente à saúde da população feminina. O Hospital será referência em cuidados especializados em ginecologia (geral, climatério, infantopuberal e colposcopia), mastologia, infectologia, endocrinologia, uroginecologia, reumatologia e dermatologia, além de urgência e emergência. Também prestará assistência a vítimas de violências sexual e doméstica, agilizando o acesso qualificado à Rede de Atenção à Mulher.

Macrodrenagem do Tucunduba: urbanização, qualidade de vida e valorização de uma área que estava esquecida pelo poder público-Foto: Alex Ribeiro - Ag. Pará

Infraestrutura - Adiada por muitos anos pelas gestões municipais anteriores, e assumida pelo Governo do Pará em 2019, a macrodrenagem do canal do Tucunduba, no trecho que vai da Rua São Domingos até a Travessa da Vileta, é outra obra de grande impacto social, econômico e urbanístico no cenário da capital. Os dois primeiros trechos, que compreendem o perímetro entre as ruas São Domingos e 2 de Junho, foram entregues pelo governo no início de 2021, enquanto o terceiro trecho, entre a Rua 2 de Junho e a Travessa da Vileta, foi entregue no aniversário de fundação de Belém, neste 12 de janeiro.

A obra beneficia cerca de 230 mil pessoas, garantindo mais infraestrutura urbana e qualidade de vida. As intervenções incluem a construção da Estação de Tratamento de Esgoto do Riacho Doce, para atender os bairros contemplados pelas obras no canal do Tucunduba.

Hospital da Mulher vai garantir atendimento especializado e de urgência e emergência ao público feminino-Foto: Bruno Cecim / Ag.Pará

"São diversas obras, diversas frentes de trabalho, que nós estamos atuando além do nosso dia a dia, com obras de menor impacto, mas que são extremamente importantes, como as praças", destaca Ruy Cabral, titular da Sedop, órgão que também executou as obras no entorno da Usina da Paz no bairro da Cabanagem.

"Gratificante termos nossa contribuição nos territórios de pacificação (áreas de abrangência do Programa Territórios Pela Paz - TerPaz). Para que sejam acessadas as Usinas, houve a intervenção da Sedop levando serviço de infraestrutura, pavimentação asfáltica, drenagem e calçamento naquelas vias desprovidas de benfeitoria importante, para que as pessoas consigam acessar os espaços", informa o gestor.

Unidades habitacionais do Residencial Riacho Doce II, que receberam também famílias remanejadas da área do Tucunduba -Foto: Rodrigo Pinheiro / Ag.Pará

O cronograma de obras inclui ainda a reconstrução do Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão; reformas e construções de praças públicas, e o Programa Asfalto Por Todo o Pará, que contabiliza 60 quilômetros de vias pavimentadas em Belém.

Habitação – A Sedop também atua na construção de unidades habitacionais nos conjuntos residenciais Riacho Doce I, II e III. Em 2021, foram concluídas 364 unidades, que já estão sendo entregues a famílias que precisaram ser remanejadas por conta das intervenções no canal do Tucunduba, ou estavam inscritas em programas de assistência habitacional do governo.

Mais 80 unidades devem ser entregues neste ano, além das 400 unidades que serão construídas na área do antigo Curtume Santo Antônio, no bairro da Terra Firme.

Por Carol Menezes (SECOM)

 

Everton Sena, zagueiro do Cuiabá — Foto: Ascom Cuiabá

 

O Remo está próximo de anunciar o zagueiro Everton Sena, ex-Cuiabá, faltando apenas a assinatura de contrato por parte do atleta. Ele vinha realizando exames no Núcleo Azulino de Saúde e Performance (Nasp), para avaliação física e clínica, já que em 2021 o defensor precisou passar por uma cirurgia no joelho direito, ficando de fora de toda a temporada.

Natural de Recife, Everton tem 30 anos e começou a carreira no Santa Cruz, passando por Boa Esporte, Londrina, Goiás, Grêmio Novorizontino e Vitória. Chegou ao Cuiabá em 2020, disputando 14 partidas antes de sofrer a grave lesão que o afastou dos gramados em outubro daquele ano.

Até o momento, o Leão oficializou a contratação de 12 jogadores para a temporada de 2022: os goleiros Jorge Pazetti e Yago Darub, o zagueiro Daniel Felipe, os laterais-direitos Ricardo Luz e Rony, o lateral-esquerdo Paulo Henrique, o volante Marco Antônio e os atacantes Welthon, Vanilson, Veraldo, Luan Rodrigues e Bruno Alves

Por Gustavo Pêna e Bruno Amâncio — Belém, PA

 

Por volta das 6 e meia da manhã desta quarta-feira (12), a régua fluviométrica, que mede o nível do rio Tocantins, registrava 12 metros e 13 centímetros acima do leito normal. Com a intensidade da chuva da manhã, ao meio dia, a régua apontava 12 m18 cm, uma elevação de cinco centímetros num intervalo de 4 horas.

A Defesa Civil do município continua o atendimento às famílias e a previsão para esta quarta-feira é que seja realizado o transporte de 90 famílias de áreas alagadas. A Defesa Civil também orienta que as famílias não fiquem ilhadas, morando em construções no segundo piso da residência, pois a retirada se torna mais difícil, posteriormente.

“O nível do rio continua aumentando e isso atinge mais famílias e estamos pedindo para as famílias que saiam desses locais e não esperem que a água possa baixar, elas tem que ser levadas para um lugar seguro. Hoje temos 13 abrigos, e pedimos que as pessoas evitem ficar ilhadas porque depois é mais difícil retirar a famílias”, explicou Jairo Milhomem, Coordenador da Defesa Civil.

 

Jairo Milhomem, Coordenador da Defesa Civil

Os 13 abrigos são um frente a Obra Kolping, na antiga Borges Informática, Rua 05 de abril, Praça Paulo Marabá, Folhas 14, 31 e 32, na Avenida Sororó, no bairro São Félix, Curral, Laje da Yamada, Galpão do Poção Calçados e na Transmangueira.  Há três abrigos não oficiais, sendo dois no bairro Santa Rosa/Z-30, Associação do Santa Rosa e na Rua das Cacimbas. Neles estão distribuídas 451 famílias, outras 633 famílias foram transportadas para casa de amigos ou parentes, as demais estão sendo atendidas em áreas ribeirinhas e ilhadas, totalizando 525 famílias. Os caminhões do Exército, Bombeiros e da própria Defesa Civil continuam a atender as famílias em áreas alagadas.

                            

Ainda na manhã desta quarta-feira, a Defesa Civil continuou a entrega das cestas básicas de alimentos doadas pelo Governo do Estado. Foram 2.500 cestas de alimentos e ainda serão entregues kits de higiene, água potável e colchões. A Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários continua cadastrando as famílias na sede da Defesa Civil, na Rua 7 de Junho, 1020, Marabá Pioneira.

A Defesa Civil também continua a construção de mais abrigos e ampliando os espaços dos abrigos já existentes. A previsão para os próximos dias é que o nível da água possa estabilizar, porém com possibilidade de elevação para a próxima semana. “Nós estamos em contato com a cidade de Imperatriz e a Hidrelétrica de Estreito. Em Imperatriz parou, porém não devemos esperar que aqui possa parar e se parar é possível que depois volte a subir, toda atenção é pouca, mas estamos monitorando diariamente o rio”, afirmou Jairo Milhomem, Coordenador da Defesa Civil.

Quem desejar ajudar as famílias com doações, os pontos oficiais da Prefeitura para arrecadação são a sede da Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários – SEASPAC, que fica na Travessa da Fonte, bairro Amapá, Marabá – em frente ao CAP e ao lado do Ministério Público Estadual, e na sede da Defesa Civil Municipal, que está em novo endereço, na Rua 7 de Junho, nº 1020, Marabá Pioneira. A arrecadação é das 8 às 16 horas. Os itens prioritários são alimentos não-perecíveis, itens de higiene pessoal, roupas e artigos de cama, mesa e banho.

Texto: Victor Haôr
Fotos: Aline Nascimento
 e Paulo Sérgio

 A partir de janeiro de 2022, a adesão à Tarifa Social de Energia Elétrica será feita de forma automática pela concessionária Equatorial, no Pará. No estado, há mais de 358 mil clientes que já são   beneficiados.

Esse benefício é para famílias de baixa renda, indígenas e quilombolas, foi regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em dezembro de 2021.

Anteriormente, o cliente precisava fazer a inscrição no CadÚnico, do Ministério do Desenvolvimento Social, e depois ir até um posto de atendimento da concessionária de energia elétrica para solicitar a inscrição na Tarifa Social de Energia Elétrica. Agora, tudo fica mais fácil: o cliente continua precisando fazer a inscrição e atualização dos dados no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), mas não precisa ir até a concessionária.

 

Benefício garante desconto de até 65% para famílias de baixa renda, indígenas e quilombolas cadastradas no CadÚnico do Ministério de Desenvolvimento Social do Governo Federal.

 

As empresas distribuidoras de energia farão o cruzamento dos dados enviados pelo ministério mensalmente com o banco de dados de clientes, identificando, assim, aqueles que atendem aos requisitos e têm direito ao benefício para fazer o cadastro automaticamente.

Clientes que não estejam cadastrados em programas sociais do governo ou no CadÚnico e atendam aos requisitos para a Tarifa Social devem procurar o Cras para fazer o cadastro. É fundamental ter o Número de Identificação Social (NIS).

No entanto, o cadastro não ocorrerá de forma automática se o portador do Cadúnico não for o titular da conta contrato da Equatorial.

“Para que o cadastro seja de forma automática é necessário que cada beneficiário de NIS ou BPC informe nos CRAS de seu município o número de sua conta contrato. Desta forma, independentemente de ele ser o titular ou não o benefício será concedido para aquela conta contrato. Lembrando que é o benefício é somente para clientes da classe residencial”, alertou Gilliard Vaz, gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Pará.

De acordo com a Aneel, os critérios para a concessão de benefícios não tiveram mudanças. Dessa forma, podem receber a Tarifa Social de Energia Elétrica:

 

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional;
  • Idosos com 65 anos ou mais ou pessoas com deficiência, que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  • Família inscrita no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos, que tenha membro portador de doença ou deficiência.

A tarifa traz descontos no valor mensal do consumo das famílias beneficiadas, sendo:

 

Até 30 quilowatts/hora, a redução é de 65%;

  • De 31 a 100 kWh/mês, o desconto é de 40%;
  • De 101 kWh a 220 kWh, a redução é de 10%.

Acima dos 220 kWh/mês o custo da energia é similar ao dos consumidores que não recebem o benefício.

Ainda segundo a Aneel, ninguém terá o cadastro cancelado com a nova regra. A agência esclareceu que deixará de receber o benefício quem deixar de atender aos critérios previstos na lei ou não fizer as atualizações cadastrais do Ministério da Economia.

O CadÚnico e o NIS têm de ser renovados a cada dois anos ou perdem a validade. Importante: apesar da inscrição automática passar a ser obrigatória, se o cliente desejar, ele pode solicitar pessoalmente o benefício em uma agência de atendimento.

 

Por g1 Pará — Belém

Sul e Sudeste do Pará

Loading
https://www.carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://www.carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Novo_Projeto_-_2021-07-05T111350990gk-is-100.jpglink

Vídeos

FAMAP, a escolha inteligente
08 Julho 2019
Em parauaebas, aluno chamou a atenção dos vereadores, no momento em que fazia uso da tribuna. de Carajás O Jornal
18 Abril 2017
Alunos da Rede Estadual de Ensino, assistem aula no meio da rua em Parauapebas
13 Abril 2017
Novo Ministro do STF3
11 Fevereiro 2017
Tiroteio em Redenção deixa população assustada
01 Dezembro 2016
Nesse domingo os paraenses vivenciam o #CIRIO2016, a maior festividade Religiosa do Brasil
09 Outubro 2016
Dr. Hélio Rubens fala sobre o caso de corrupção na Câmara Municipal de Parauapebas
08 Outubro 2016
MARCHA PARA JESUS: Milhares de jovens nas ruas de Parauapebas
08 Outubro 2016
Corrupção é um problema de todos, você também pode combater!
06 Outubro 2016
Joelma agradece pela presença e participação em seu show na FAP 2016
12 Setembro 2016
Jake Trevisan agradecendo toda população de Parauapebas no Carajás O Jornal
06 Setembro 2016
Cantor Açaí no evento da Imprensa na FAP a pedido de Marola Show, canta para a Rainha, primeira e segunda princesa da FAP 2016.
01 Setembro 2016