Oito municípios que fazem parte da Regional Guamá/Guajará dos Jogos Abertos do Pará, o Joapa, marcaram presença na reunião de mobilização, promovida pela Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). O encontro ocorreu na manhã desta terça-feira (11), em Castanhal.

A reunião tem como objetivo apresentar o regulamento desta 11ª edição, bem como discutir os prazos para as confirmações das cidades que fazem parte dessa regional, bem como tirar as dúvidas de cada representante esportivo.

"Esse momento é importante para que os municípios possam entender como vai funcionar os jogos, principalmente referente ao novo formato que é a doação de kits esportivos para ajudar nos treinamentos antes do período de competição. Agradeço a participação de todos e sucesso", frisa Nivan Noronha, secretário de esporte e lazer.

O coordenador técnico, Antônio Carlos, do município de Igarapé-Açú, destacou a integração e o apoio nos jogos. "Participamos em 2015 e estamos retornando agora com total apoio da Seel, juntamente com os kits que serão entregues aos municípios. A reunião se faz necessária pois nos permite levar as informações sobre o Joapa", conta o participante.

Durante a reunião, foi apresentado os prazos para as prefeituras confirmarem, bem como o período dos gosto que está marcado para o dia 6 a 10 de julho. A próxima reunião de mobilização será na próxima sexta-feira (14), em Moju, para a regional Baixo Tocantins.

Jogos Abertos do Pará (Joapa)

O objetivo de promover a interiorização das ações do Governo do Estado como forma de democratização das ações da Secretaria. Além disso, massificar o esporte amador nos municípios paraenses descentralizando as atividades e eventos, colaborando para a melhoria da qualidade de vida da sociedade e valorizando a identidade local.

Texto: Bianca Rodrigues / Ascom Seel

O judô paraense será representado por cinco atletas na disputa da Taça Internacional Kiyoshi Kobayashi, no dia 25 de setembro, em Coimbra, Portugal. Os faixas preta, Rafael Ribeiro, Luana Gouveia, Davi Afonso, Paulo Vitor e Geraldo Costa, irão para a competição com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

O judoca Rafael é um dos mais experientes da equipe. Na competição, ele participou em 2016, também com o apoio da Seel, sendo campeão. Recentemente, esteve na Colômbia, onde participou do AJP Tour Colômbia, na modalidade de jiu-jitsu, na qual conquistou o primeiro lugar no Adulto/120kg/GI. Já em Portugal, irá competir na categoria Sênior (-100 kg).

A única mulher do quinteto é Luana, de 21 anos, começou na modalidade aos 3 anos e já coleciona vitórias, entre elas foi campeã da Seletiva do Campeonato Brasileiro Regional, na categoria sub-21 e Sênior. Nesta será a vez que a judoca irá disputar uma competição internacional pela categoria Sênior (- 63 kg).

“Devido a pandemia que tivemos, as competições estavam paradas e estão retornando agora. Estou muito feliz com essa primeira experiência em campeonato internacional, onde também vai estar validando o período de treinamento que será primordial para a minha preparação para os próximos campeonatos nacionais também, como Brasileiros, Universitários em Brasília e Brasileiro Sênior.

Rafael, Luana e Geraldo também são atletas beneficiados pelo programa Bolsa Talento da Seel, que é uma forma de estimular o desenvolvimento físico, social e psicológico de atletas contemplados.

“É importante o Bolsa apoiar nessas carreiras esportivas e no aprimoramento do atleta. Isso mostra que a política pública está sendo executada e voltada para o desenvolvimento da carreira internacional dos atletas”, disse Nizomar Carneiro, coordenador do Bolsa.

Também estão indo pela primeira vez, Davi, Geraldo e Paulo, que irão disputar pela categoria Sênior, nos pesos - 100 kg, - 100 kg e + 100 kg, respectivamente.

INTERCÂMBIO

Antes da competição, os judocas receberam uma carta convite para passarem 10 dias no local do evento em fase de preparação e intercâmbio.

“Estamos indo pela intercâmbio, experiência e pela bagagem que o treinamento de uma competição internacional pode oferecer e serve também como preparação para outros eventos esportivos”, conta.

 

Texto: Bianca Rodrigues (Ascom/Seel)

Por Governo do Pará (SECOM)

O calendário de 2021 das atividades esportivas está próximo de ser iniciado e o momento é de planejamento das ações voltadas para a retomada das aulas do programa Vida Ativa na Terceira Idade. Com esse foco, a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) realizará a 1ª Semana de Planejamento e Formação Continuada, voltada a professores e técnicos, com início na segunda-feira (25) até o dia 27, na sede do órgão, no Mangueirão, em Belém.  

A programação terá roda de conversa, com temas relacionados aos cuidados com a saúde mental do idoso, a serem enfrentados no retorno das aulas, bem como orientações acerca do controle e conmbate à  contaminação do coronavírus. Os profissionais convidados para debater os assuntos são o professor da Universidade do Estado do Pará (Uepa), doutor Evitom Correa, e a psicóloga, Arianny Ferreira. 

“Faremos o que está preconizado com relação à proteção contra a Covid-19, como as demarcações para permitir o distanciamento, por exemplo. Essa capacitação faz parte de uma estratégia, de fazer os profissionais lidarem com essa nova realidade garantindo não somente a segurança deles, mas, sobretudo dos idosos”, explica Arlindo Silva, secretário de Esporte e Lazer.

De acordo com a coordenadora do Vida Ativa, Márcia Reis, a proposta é de uma iniciativa que trabalhe diversas frentes e que englobe todos os profissionais que atuam no programa. “O planejamento é muito importante para facilitar a visualização dos problemas a serem enfrentados e a descoberta das possíveis soluções. Com o retorno gradual das atividades cotidianas, teremos que lidar com um público que está vivenciando uma pandemia e é muito importante que todos os profissionais envolvidos estejam preparados para enfrentar esse novo desafio”, disse a coordenadora. 

No último dia da programação, será feito o planejamento anual e a discussão acerca da efetiva reorganização, bem como a definição da data de retorno e das demais atividades previstas para este ano.  

Programa – Em 2020, o Vida Ativa atendeu cerca de dois mil idosos, nos núcleos da Tuna Luso Brasileira, Escola Triunfo, Escola de Educação Física da Universidade do Estado do Pará (Uepa), Associação dos Servidores da Assembléia Legislativa do Estado do Pará (Asalp) e Estádio Olímpico do Pará-EOP/ Mangueirão. Devido ao cenário pandêmico as aulas foram suspensas.

 

Fonte: Por Bianca Rodrigues (SEEL)

 

O Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), em Belém, será palco do jogo entre os times do Paysandu (PA) e do Volta Redonda (RJ) na próxima segunda-feira (22), às 20 h, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro de Futebol da Série C. O esquema de segurança mobilizará 200 policiais militares, 42 bombeiros, 15 guardas municipais, 33 brigadistas e 40 servidores da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), responsável pela gestão do espaço.

As ações administrativas e de segurança foram definidas em reunião na quarta-feira (17), com a presença de representantes das várias instituições envolvidas. "Da Seel, temos uma equipe trabalhando para garantir o conforto e a segurança do torcedor antes, durante e após o jogo, que envolve profissionais da limpeza, vigilância, tecnologia da informação, gramado, placar e som, monitoramento, imprensa, apoio logístico, eletricistas e bombeiros hidráulicos", informou Adélio Mendes, diretor do Estádio Olímpico do Pará.

Participam efetivamente do trabalho e da organização representantes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran), Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Ministério Público, Polícia Civil, bombeiros civis, Tribunal de Justiça do Estado (TJE) e Federação Paraense de Futebol (FPF), representando a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os portões utilizados para o acesso do público serão B2 e B3. O portão A2 ficará disponível para a torcida do Volta Redonda. Os estacionamentos B1, B2 e B3 serão abertos a partir das 17 h.

A equipe de arbitragem é do Estado do Amazonas, composta pelo árbitro Ivan da Silva Guimarães Junior e assistentes Uesclei Regison Pereira dos Santos e Alexsandro Lira de Alexandre.

Para o jogo Paysandu e Volta Redonda foram disponibilizados 10 mil ingressos, entre pagantes, sócios-torcedores e gratuidades.

Fonte: Agencia Pará

Loading
https://www.carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink
https://www.carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Novo_Projeto_-_2021-07-05T111350990gk-is-100.jpglink