Carajas o Jornal

Carajas o Jornal

Milton Ribeiro foi chamado na quinta-feira (16) para participar de uma audiência pública na Comissão de Educação, Esportes e Cultura do Senado. O ministro da Educação foi convocado para explicar as declarações que prestou sobre a inclusão de crianças com deficiência em sala de aula e também sobre o acesso às universidades.

"O MEC (Ministério da Educação) afirma e reforça que as matrículas de alunos com deficiência devem ser feitas em escolas regulares, essa é a nossa meta", declarou o ministro após ter declarado em entrevista que "deficientes atrapalham o aprendizado dos demais estudantes em sala de aula."

Ribeiro afirmou que o termo usado "foi um grande erro" e reconheceu que "as minhas colocações não foram as mais adequadas e imediatamente quando percebi isso, fui às minhas redes sociais para me desculpar as pessoas que magoei."

Durante sua participação na audiência, ele também afirmou que conversou pessoalmente com o senador Romário (PL), que tem uma filha com síndrome de Down, para se desculpar por sua fala.

"Reitero aqui no Senado meu sincero pedido de desculpas a todos os que se sentiram ofendidos após as minhas declarações em entrevista", declarou.

Ainda, justificando sua entrevista, o ministro explicou que as suas "declarações sobre os universidades era no sentido de reforçar a necessidade de ampliar o ensino técnico no país e em momento algum quis dizer que o filho do porteiro não poderia estudar, o que quero dizer é que não basta apenas ter diploma na parede, o mercado busca profissionais técnicos, repito: não estamos querendo fechar porta de universidades, mas queremos reforçar o ensino profissionalizante."

"Não sou elista, penso que não adianta ter graduados sem ter onde trabalhar", disse. "O estudante pega um financiamento estatal, termina com um diploma, sem emprego e uma dívida no banco, temos um milhão de inadimplentes no Fies (Fundo de Financiamento Estudantil)."

O ministro anunciou que deve ampliar vagas no curso superior por meio de universidade digital para atingir as metas do PNE (Plano Nacional de Educação). 

 

Fonte: R7

 

Desde a participação das duas em A Fazenda 12, MC Mirella e Raissa Barbosa não escondem, nas redes sociais, que possuem suas diferenças. Entretanto, as duas aproveitaram a festa organizada por Virginia Fonseca e Zé Felipe, nesta sexta-feira (17), em São Paulo, para acertar as pendências.

Isso tudo começou porque a funkeira acusa a modelo de ter ficado com seu marido Dynho Alves, enquanto ele ainda namorava com ela. Já Raissa afirma que o envolvimento aconteceu enquanto os dois estavam dando um tempo no relacionamento.

As duas chegaram a trocar farpas publicamente na web sobre o assunto, mas decidiram colocar um ponto final nas desavenças. As duas foram fotografadas por paparazzis se abraçando no local e foram questionada pelo perfil de fofocas no Instagram Gossip do Dia se tudo havia sido esclarecido.

Raissa contou que as duas se resolveram após uma conversa no banheiro. "Ela me chamou para conversar. Conversamos no banheiro e nos resolvemos", disse.

 

Fonte: Do R7

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (17/9) a Operação Amigo Germânico, para investigar os crimes de lavagem de dinheiro, organização criminosa, crimes contra o sistema financeiro nacional e corrupção cometidos contra o Postalis - Instituto de Previdência Complementar, fundo de pensão dos Correios. Foram mobilizados 44 policiais federais para cumprir 19 mandados de busca e apreensão pela Justiça Federal no Distrito Federal, Paraná e em São Paulo.

A Justiça também determinou o bloqueio de bens dos investigados até o limite do valor dos prejuízos já apurados: cerca de R$ 16 milhões.

As investigações, em parceria com o Ministério Público Federal, apontam que, entre novembro e dezembro de 2016, foram criados quatro Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios Não Padronizados – FIDC NP e, em seguida, diversos ativos do Postalis foram reprecificados em valor diferente de zero, quando deveriam ter sido reavaliados a valor zero. A referida operação, cujos prejuízos foram previamente admitidos pelos alvos investigados, implicou no agravamento da situação já deficitária da entidade.

Os alvos respaldaram seus atos em pareceres jurídicos elaborados por pessoas que possuíam interesse direto na indicação das empresas que, posteriormente, seriam escolhidas como gestora e administradora dos recursos dos FIDC NP.

Apurou-se ainda que as empresas indicadas para administrar os Fundos de Investimento direcionavam taxas de rebate (comissão) para serem divididos entre os responsáveis pela indicação das empresas que, por sinal, também atuavam no aconselhamento técnico-jurídico do Postalis. Além disso, por meio de transações dissimuladas, também foram direcionadas vantagens indevidas a gestores da entidade de previdência complementar dos Correios.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção passiva e ativa com penas que, se somadas, podem chegar a 42 anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no DF

O judô paraense será representado por cinco atletas na disputa da Taça Internacional Kiyoshi Kobayashi, no dia 25 de setembro, em Coimbra, Portugal. Os faixas preta, Rafael Ribeiro, Luana Gouveia, Davi Afonso, Paulo Vitor e Geraldo Costa, irão para a competição com apoio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel).

O judoca Rafael é um dos mais experientes da equipe. Na competição, ele participou em 2016, também com o apoio da Seel, sendo campeão. Recentemente, esteve na Colômbia, onde participou do AJP Tour Colômbia, na modalidade de jiu-jitsu, na qual conquistou o primeiro lugar no Adulto/120kg/GI. Já em Portugal, irá competir na categoria Sênior (-100 kg).

A única mulher do quinteto é Luana, de 21 anos, começou na modalidade aos 3 anos e já coleciona vitórias, entre elas foi campeã da Seletiva do Campeonato Brasileiro Regional, na categoria sub-21 e Sênior. Nesta será a vez que a judoca irá disputar uma competição internacional pela categoria Sênior (- 63 kg).

“Devido a pandemia que tivemos, as competições estavam paradas e estão retornando agora. Estou muito feliz com essa primeira experiência em campeonato internacional, onde também vai estar validando o período de treinamento que será primordial para a minha preparação para os próximos campeonatos nacionais também, como Brasileiros, Universitários em Brasília e Brasileiro Sênior.

Rafael, Luana e Geraldo também são atletas beneficiados pelo programa Bolsa Talento da Seel, que é uma forma de estimular o desenvolvimento físico, social e psicológico de atletas contemplados.

“É importante o Bolsa apoiar nessas carreiras esportivas e no aprimoramento do atleta. Isso mostra que a política pública está sendo executada e voltada para o desenvolvimento da carreira internacional dos atletas”, disse Nizomar Carneiro, coordenador do Bolsa.

Também estão indo pela primeira vez, Davi, Geraldo e Paulo, que irão disputar pela categoria Sênior, nos pesos - 100 kg, - 100 kg e + 100 kg, respectivamente.

INTERCÂMBIO

Antes da competição, os judocas receberam uma carta convite para passarem 10 dias no local do evento em fase de preparação e intercâmbio.

“Estamos indo pela intercâmbio, experiência e pela bagagem que o treinamento de uma competição internacional pode oferecer e serve também como preparação para outros eventos esportivos”, conta.

 

Texto: Bianca Rodrigues (Ascom/Seel)

Por Governo do Pará (SECOM)

Com o objetivo de intensificar as ações do Procampo e fomentar o produtor local, a Prefeitura de Canaã, por meio da Secretaria de Desenvolvimento e Produção Rural, reabriu o viveiro municipal na manhã de quinta-feira (16). A expectativa é que centenas de produtores sejam atendidos com a distribuição das novas mudas.

O viveiro passou por uma completa revitalização, que renovou mudas disponíveis na estufa. Mais de 80 mil mudas foram preparadas para doação aos produtores, a meta é fortalecer a agricultura local, um dos braços do Procampo.

“O agricultor de Canaã vai ser fomentado com essas mudas. É mais um passo importante que estamos dando” explicou Junior Garra, secretário de Desenvolvimento e Produção Rural.

O viveiro municipal fica na sede da Sempru, que fica na Rua do Campo, S/N – Bairro Estancia Feliz.

 

Fonte: Por Kleysykennyson Carneiro

A Secretaria Municipal de Saúde informou que, a partir da próxima segunda-feira (20), a Escola Municipal Tancredo Neves não será mais um polo para vacinação. Os usuários do centro e bairro dos Maranhenses devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de suas residências. A imunização segue pelas UBS das zonas urbana e rural, das 8h às 18h. A vacinação segue disponível para cidadãos a partir dos 12 anos de idade.

Para ser imunizado, o cidadão deve apresentar obrigatoriamente: RG, CPF ou Certidão de Nascimento, Cartão do Sus e, se possível, cartão de vacinação. Quem se vacinou contra o vírus da gripe, o Influenza, só pode se vacinar contra o Covid-19 após 14 dias da imunização. Quem apresentou sintomas gripais deve aguardar, no mínimo, 14 dias (o ideal são 28 dias) após finalizar os sintomas para poder se vacinar contra a contra Covid-19. Todos deverão usar máscaras nos locais de vacinação.

Saiba o prazo mínimo para tomar a segunda dose da vacina:

CoronaVac: o prazo é de 28 dias

Astrazeneca: 12 semanas

Pfizer: 12 semanas

 

Fonte: Por Vinícius de Paula

A comunidade do Alto Bonito foi escolhida para receber a primeira apresentação do projeto Fanfarra Itinerante, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Juventude (Sejuv), na terça-feira, 14. O som contagiante chamou a atenção dos moradores e muitos prestigiaram nas calçadas e das janelas dos apartamentos a apresentação.

“É uma emoção muito grande estar junto com a galera aqui, a gente se preparou muito, ensaiando desde março. E, como não teve o desfile do dia 7 de setembro esse ano, estamos aproveitando essa oportunidade maravilhosa para mostrar um pouco do que é a Fanfarra Municipal”, destacou a estudante Camile Vasconcelos.

Para a dona de casa Dione Amorim, a fanfarra faz a diferença na vida dos jovens. “É um projeto muito importante, pois ajuda a tirar o jovem um pouquinho de casa, principalmente por conta da pandemia. Minha filha nunca tinha participado, ela começou esse ano e toca pratos. É um incentivo ao jovem também dentro da cultura”, pontuou Dione.

Sobre o projeto

De acordo com o secretário de juventude, Yuri Sobieski, a Fanfarra Itinerante vai percorrer nove localidades no município. “Estamos desde março trabalhando no projeto de fanfarra, em um novo modelo, com novos instrumentos e também com a capacitação profissional dos nossos jovens”, acrescentou o secretário. 

 

Texto: Karine Gomes

Foi memorável a noite de quarta-feira, 15, que marcou o lançamento do Programa Municipal de Investimentos de Parauapebas, o PMI, no Centro Cultural da cidade, cuja solenidade foi aberta com apresentação de números de ballet e de música por alunos da Escola Maestro Waldemar Henrique.

De tão especial, o evento contou com a presença de um dos arquitetos e urbanistas mais conceituados do Brasil: Ciro Porandi, diretor da Fundação Oscar Niemeyer, situada no Rio de Janeiro, e da Fábrica Escola de Humanidade.

À frente do evento, o prefeito Darci Lermen; o vice-prefeito João do Verdurão; o secretário especial de Governo, Keniston Braga; e o presidente da Câmara Municipal de Parauapebas, vereador Ivanaldo Braz, que falaram da importância do PMI para a transformação econômica, social e urbanística daquela que é conhecida como “cidade dos minérios”.

Afinal, o PMI é o maior pacote de obras da história de Parauapebas e vai investir R$ 1 bilhão em mais de 40 obras sustentáveis de infraestrutura, tecnologia e empregabilidade, nas zonas urbana e rural do município, que vão gerar cerca de dois mil empregos diretos.

“Nós estamos antecipando o futuro. Para nós, é importante utilizar bem os recursos públicos provenientes da mineração para implantar uma nova matriz econômica, mas também estruturar nossa cidade para que ela possa ser uma cidade turística, fazer com que seja uma cidade inteligente e vamos usar o nosso recurso pra isso”, afirmou Darci Lermen.

Com o Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap), enfatizou Keniston Braga, Parauapebas irá promover um grande salto na qualidade de vida da população e irá atrair investimentos externos.

“Estamos aqui diante de um programa que elevará Parauapebas a um patamar muito diferente. Este programa, aliado ao Prosap, trará uma transformação em vários níveis para a sociedade”, assegurou o titular da Segov, para enfatizar que o PMI é um programa abrangente que envolve não só obras de infraestrutura, mas também formação, capacitação e geração de empregos, com atenção voltada para a profissionalização de mulheres.

Para João do Verdurão, o PMI realizará em quatro anos o que é feito em oito. “São muitos investimentos, obras grandiosas e principalmente na parte de infraestrutura da cidade e também da zona rural do município”, apontou o vice-prefeito.

 Obras em 3D

Coube aos três arquitetos responsáveis pela criação dos projetos fazer um resumo das principais obras do PMI, apresentadas em um vídeo 3D. Márcio Levy, Thayres Borges Brandão e Tatiane Pardini comentaram sobre o conceito e significado arquitetônico de obras como a nova rodoviária, o novo mercado municipal e teleférico, o Complexo Florindo o Mundo, o Polo Tecnológico de Gemas e Joias, o Teatro Municipal, o novo Centro Administrativo, o Complexo Multicultural Jeca Tatu, a Arena Poliesportiva (olímpica e paralímpica), Museu, o centro de convenções, a nova Biblioteca Municipal e o campus da Universidade Estadual do Pará (Uepa).

Outras obras são o Centro de Zoonoses, Aterro Sanitário e a Central de Tratamento de Resíduos. Na zona rural, a prefeitura irá pavimentar as estradas entre as vilas Carimã e Conquista e entre a Palmares I (sul) e Três Voltas, além de construir uma estrada entre Parauapebas e Marabá via Palmares II.

 

Texto: Márcia Machado
Colaborou: Hanny Amoras

O instrutor de autoescola Jefferson Rodrigues Silva Teixeira de 24 anos foi encontrado morto com vários tiros provavelmente de revólver na madrugada de quinta-feira 09, quando chegava em sua residência, bairro Cidade Jardins.

O achado se deu por volta das 10h, por vizinhos da vítima. Segundo informações por volta das 03h da madrugada vizinhos de Jéferson ouviram vários estampidos de tiros em direção da casa dele. Pela manhã a vizinhança desconfiaram, visto que a moto dele permaneceu na entrada da casa e chaves no chão ao pé da porta.

Quanto a vítima ainda chegou a correr cerca de 20 metros tentando escapar do assassino que o perseguiu até a vítima cair no canto do muro no capim em um terreno baldio segundo informações o jovem era instrutor de uma auto escola na rua JK, bairro Rio Verde.

Conforme a PM a guarnição da área acionada via Centro de Controle Operacional (CCO), do (23°) Batalhão de polícia Militar foi chamada para averiguar um achado de um corpo, ao chegar no local os PMs foram informados por populares que por volta de 3h da madrugada ouviram quatro disparos de arma de fogo e na parte da manhã por volta de 10h encontraram o corpo da referida vítima caída no capim.

Em ato contínuo a GU acionou a Polícia Civil e o IML para os procedimentos cabíveis, depois dos levantamentos de praxe realizados pelo perito do Centro de Perícia Científica Renato Chaves CPCRC o corpo de Jefferson Rodrigues foi removido pelos técnicos de remoção do IML e encaminhada para necropsia. A polícia levanta informações para tentar chegar ao autor do crime.

Informações que estão sendo levantadas pelos investigadores do Departamento de Homicídio da Polícia Civil, dão conta que minutos antes da execução foi visto por um vigilante particular um indivíduo circulando em uma moto de modelo e placa não anotada e que esse mesmo indivíduo que estaria usando capuz teria deixado a moto na esquina a baixo e se dirigiu até a casa de Jefferson Rodrigues onde o surpreendeu.

 

Fonte: Redação com informações Neide Folha

Maicon Pinto Marques de 30 anos, natural de Viana Maranhão, que residia no bairro Novo Brasil, e estava desaparecido desde o dia 06/09, foi encontrado morto com a garganta cortada em uma área de mata no final da rua 05, do bairro Residencial Vila Nova, zona nordeste da cidade.

Casado com Jaciane Costa Pereira, ele teria vindo para Parauapebas em busca de trabalho na área da construção civil. Maicon está sem dá notícia às famílias desde do dia 6 de setembro, visto por um vizinho pela última vez, quando saindo de casa por volta das 14h, deste então o mesmo não deu mais notícias.

No final da tarde de quarta-feira 08, a Polícia Militar recebeu informações anônima do achado de um corpo de um homem em uma área de mata a cerca de 200 metros das casas habitar feliz do Residencial Vila Nova, ao chegar no local os policiais constataram que se tratava de Maicon. A vítima foi morta a golpe de arma branca e havia várias perfurações no corpo e o pescoço esgotado além de estar com as mãos amarradas para trás com fio de telefone. No local a cerca de dois metros do igarapé onde o cadáver foi jogado haviam uma grande marca de sangue.

A Polícia Civil de Parauapebas abriu um inquérito policial para apurar a morte do mesmo. De acordo com família o mesmo estava na cidade havia cerca de três meses.

O sumiço de Maicon Marques, havia sido registrado na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, pela esposa da vítima. No boletim de ocorrência, Jaciane Costa, contou que reside no bairro Novo Brasil, zona sudeste da cidade e teria saído de casa para retornar ao trabalho deixando o mesmo em casa e quando voltou não mais avistou

Após a confirmação do achado macabro os policiais militares acionaram a Polícia Civil e o Instituto Médico Legal (IML), por sua vez pediram apoio ao Corpo de Bombeiros para resgatar o corpo de dentro do igarapé. Depois dos trabalhos realizados os restos mortais de Maicon foram removidos pela equipe do IML e encaminhado ao Centro de Perícia Científica Renato Chaves CPCRC onde passou por necropsia. Depois dos trabalhos cadavéricos o corpo foi liberado aos familiares. Segundo informações o corpo foi transladado para ser sepultado na cidade de Viana sua terra natal.

A Polícia Civil segue investigando e busca informações que levem a identificação dos autores de mais um crime bárbaro ocorrido no município de Parauapebas. Um dia após o desaparecimento da vítima circulou nas redes sociais um vídeo em que Maicon Pinto aparece sentado no chão sendo interrogado pelo tribunal do crime de uma facção criminosa.

No vídeo ele diz ser da cidade Viana MA, e pertencia a outra facção rival a dos criminosos. Com base nas imagens a Polícia judiciária tenta identificar os assassinos, qualquer informação que possa levar aos criminosos basta ligar 181 para o dique denuncia ou para a polícia Militar pelo (94) 992645348, não precisa se identificar suas informações serão mantidas no mais absoluto sigilo.

 

Fonte: Redação com informações Neide Folha

Loading
https://www.carajasojornal.com.br/modules/mod_image_show_gk4/cache/Publicidade.2018.Sophos_2019gk-is-100.jpglink